Engenharia civil

A escavação de rochas no desenvolvimento urbano e na engenharia civil está ficando cada vez mais complicada. A razão para isso é a urbanização cada vez maior das cidades. As cidades se expandem, mas também ficam mais densas. Isso significa que cada vez mais a construção acontece perto das edificações vizinhas. Os regulamentos exigem uma operação segura e que os níveis de ruído e poeira sejam mantidos no mínimo.

 

Nós da Epiroc sempre nos esforçamos para estar um passo à frente quando se trata de recursos de redução de ruído, supressão de poeira e segurança. Tudo isso sem comprometer os valores principais: desempenho da perfuração, ampla faixa de furos, ampla área de cobertura e plataformas de perfuração bem equilibradas.


Dicionário

Alguns termos úteis do setor


Aplicações de engenharia civil e desenvolvimento urbano

Alguns exemplos
  • Abertura de valas
  • Perfuração de alicerces residenciais
  • Perfuração de alicerces industriais
  • Infraestrutura
    • Construção de estradas
    • Construção de dutos
    • Barragens hidrelétricas
  • Drenagem de eixo – perfuração e desmonte
  • Desmonte de blocos
  • Operações subterrâneas
  • Escavação de túneis pequenos
  • Fixação seletiva
  • Instalação de serviços públicos
  • Desaguamento
  • Injeção de calda de cimento

Construção de estradas

Frequentemente é necessário atender a critérios estéticos especiais no caso de projetos de desenvolvimento de rodovias que cruzam terrenos com características especiais de paisagem ou recreação. No entanto, o ajuste topográfico da maioria dos projetos de estradas significa que é impossível replicar com exatidão paisagens naturais em cortes de rochas projetados. As paisagens naturais quase sempre envolvem inclinações menos pronunciadas, que podem ser economicamente projetadas para aterros de estradas, e mesmo nos locais onde a paisagem natural é suficientemente acidentada, as inclinações rochosas naturais são geralmente muito mais degradadas do que o desejado para as laterais dos cortes de estradas. Consequentemente, é difícil fazer o corte de inclinações parecer ‘natural’.

Desmonte urbano

A perfuração em ambientes urbanos apresenta uma série de desafios, sendo a redução de ruídos o principal deles. As restrições do desmonte incluem manter a vibração do solo em um nível mínimo e evitar as pressurizações do ar e o arremesso de rochas. Por esse motivo, a perfuração e o desmonte em locais urbanos são muito mais rigorosamente controlados do que em outros lugares, com a minimização dos impactos se tornando cada vez mais importante. De fato, em algumas situações, a perfuração e o desmonte não são mais uma opção e, em condições extremas, tecnologias como cortadores de rochas montados em escavadeira, máquinas de fio de diamante, martelos hidráulicos e divisores podem ser a única maneira de realizar a escavação necessária. Tem havido uma tendência cada vez maior para a escavação de rochas sem desmonte em áreas urbanas. Em formações rochosas competentes, o método mais comum são os grandes divisores hidráulicos que são acionados e conectados a uma escavadeira. Um grande número de furos de perfuração é necessário em padrões de 0,2 x 0,2 m até 0,8 x 0,8 m, dependendo do tamanho do furo e da potência do divisor. Para reduzir a vibração resultante do desmonte, a fundação ou a estrutura sensível pode ser separada da rocha por um corte profundo feito próximo à estrutura. O corte é feito por máquinas de fio de diamante.

Redução do ruído

Nosso Noise Reduction Kit é o equipamento perfeito para operação em áreas urbanas. O Noise Reduction Kit reduz os níveis de ruído em até 10 dB, o que o torna perfeito para locais de trabalho com regulamentações de ruído. O design é leve e resistente, com tampas operadas hidraulicamente. Visto que os níveis de ruído podem afetar as pessoas dentro e ao redor do local de trabalho, você precisa estar ciente das possíveis regulamentações. Com o Noise Reduction Kit, você está totalmente preparado para trabalhar em um ambiente urbano – sem perturbar seus arredores

 

Aqui estão alguns dos benefícios adicionais:

 

Horas de trabalho mais longas

O Noise Reduction Kit minimiza a exposição do som durante a perfuração e é perfeito para locais com regulamentações de ruído. Portanto, se as horas de trabalho forem limitadas devido ao ruído, o Noise Reduction Kit pode resultar em horas de trabalho mais longas, pois o distúrbio diminui. Outra vantagem é que ele pode ser controlado remotamente. Isso significa maior produtividade e maior eficiência de tempo.

 

Fácil de monitorar

O design leve e robusto o torna um parceiro confiável para um melhor ambiente de trabalho. Graças às tampas hidráulicas, o operador pode ter controle total do processo de perfuração. Ele foi projetado com vários módulos, o que facilita a substituição de peças, se necessário.

 

Ambiente de trabalho

Como o Noise Reduction Kit pode ser controlado remotamente à distância, a situação ergonômica fica mais propícia para o operador. Além disso, a coluna de avanço é encapsulada, o que contribui para reduzir a poeira e os níveis de óleo no ar. Em resumo, o kit melhora o ambiente de trabalho para funcionários e cidadãos nos arredores do local de trabalho.

 

Ouça a diferença com e sem o Noise Reduction Kit

Os tipos de plataformas de perfuração preferidos pelos empreiteiros do ramo de perfuração de construção, normalmente plataformas de perfuração com perfuratriz de superfície, são inerentemente mais ruidosos do que, por exemplo, uma perfuratriz DTH. Uma razão para isso é que a perfuratriz de rochas é montada na coluna de avanço, e não no fundo de furo. No entanto, a necessidade de redução de ruído em canteiros de obras urbanos pode ser atendida equipando a perfuratriz com um Noise Reduction Kit, que a Epiroc oferece desde 2005. Uma versão atualizada está disponível para uso em perfuratrizes,como a SmartROC T35 e a a SmartROC T40, reduzindo a  saída de ruído dessas máquinas de 127 dB(A), não silenciadas, para 115 dB(A) e possibilitando manter uma conversa perto da plataforma de perfuração em funcionamento. Um  sistema de controle do equipamento de perfuração (RCS) mais sofisticado também desempenha seu papel na redução do ruído, já que os motores da geração atual de perfuratrizes atendem aos requisitos de segundo a segundo, em vez de operar em velocidade máxima o tempo todo. 

 

A pressurização do ar é um fenômeno em particular que é invariavelmente causado pela detonação de explosivos não confinados ou inadequadamente confinados. A onda de pressão resultante é manifestada como ruído e danos às propriedades dos arredores; mesmo níveis baixos de sobrepressão podem quebrar janelas, enquanto ondas de alta energia podem causar danos estruturais. A minimização do risco é obtida usando procedimentos cuidadosos de desmonte e assegurando que todos os explosivos sejam confinados com uma quantidade adequada de represamento ou material de cobertura antes da detonação.

 

As vibrações do solo resultam do desmonte, sendo que o objetivo de um bom plano de desmonte é minimizar o pico de aceleração de partículas associado à propagação de ondas de choque através do solo. É bastante comum que consultores de desmonte especializados estejam envolvidos para auxiliar o empreiteiro no controle da vibração e no projeto de dos esquemas de furos, bem como para realizar uma análise detalhada das estruturas adjacentes antes que possam ter início a perfuração e o desmonte. O segredo para minimizar as vibrações no solo é otimizar a sequência de desmonte em termos da quantidade de explosivos detonada ao mesmo tempo, através do uso de um programa de atraso de desmonte adequadamente projetado. Além disso, o diâmetro do furo de perfuração deve ser mantido o menor possível, normalmente na faixa de 30 a 50 mm. Para eliminar o risco do arremesso de rochas, os desmontes podem ser cobertos com material inerte, como areia , ou com o uso de esteiras pesadas feitas de madeira, borracha ou pneus, cortadas em seções e amarradas com fio de aço. Pesando cerca de 1 tonelada cada, essas esteiras absorvem energia e evitam que rochas soltas se dispersem, enquanto sua estrutura permite que os gases produzidos pelo desmonte fluam.

FlexiROC T15 R

Alcance e estabilidade

Loading...

Abertura de valas

As valas são frequentemente escavadas para a instalação de tubulações de gás, petróleo, água e esgoto, bem como de cabos de energia. O desmonte de valas é frequentemente definido como círculos com uma largura inferior a 4 m, o que significa que a largura do círculo pode ser consideravelmente menor do que seu comprimento. Por sua natureza, um desmonte de valas é mais constrito do que um desmonte normal em fosso aberto e, por isso, apresenta um maior consumo de explosivos por metro cúbico de rocha desmontada. O diâmetro do furo de perfuração usado normalmente é menor do que em outras aplicações de construção ou pedreiras. Isso proporciona uma melhor distribuição do explosivo na rocha e evita a quebra excessiva fora do contorno teórico. Como regra geral, o diâmetro do furo deve ser um sexto da largura da vala, de modo que se a largura for 2,0 m, um diâmetro de 33 mm do furo seria adequado. Dois métodos são usados para o desmonte de valas: o tradicional e o de parede lisa. No desmonte de valas tradicional, o furo/furos do meio são colocados em frente aos furos da borda e todos os furos são carregados com a mesma quantidade de explosivos. Em um desmonte de valas de parede lisa, todos os furos em cada fileira estão alinhados. Os furos do meio são bastante carregados, enquanto os furos da borda possuem cargas leves.

Histórias de caso relacionadas

Engenharia civil