Perfuração segura

As unidades de perfuração controladas remotamente afastam os funcionários da zona de perigo.

15 de Setembro de 2020

Quando a Anglo American estava estudando como realizar perfurações na mina de El Soldado, no Chile, sem expor os trabalhadores a quedas de rochas e outros riscos, encontrou a solução no BenchREMOTE da Epiroc, uma estação de operação remota para operações de perfuração de superfície.

Há algum tempo, a Anglo American estava analisando como introduzir equipamentos controlados remotamente em sua mina El Soldado para reduzir a exposição do pessoal a riscos, como quedas de rochas e condições climáticas desafiadoras.


O sistema BenchREMOTE da Epiroc, para operação remota de unidades de perfuração de superfície, mostrou ser ideal para o trabalho vital de perfuração de pré-corte, que deve ser realizado nas partes mais arriscadas da mina. A Mining & Construction conversou com Hernán Rodríguez da Anglo American e com o Francisco Campos da Epiroc para descobrir como a Epiroc conseguiu implementar uma solução para os desafios da empresa de mineração.

 

 

Qual foi o desafio enfrentado pela Anglo American em El Soldado?

 

HERNÁN RODRÍGUEZ: "El Soldado é uma mina a céu aberto localizada em uma encosta íngreme da montanha, o que significa que estamos sempre procurando tecnologias e inovações para nos ajudar a lidar com as condições específicas de mecânica geográfica da mina."

Smart industry 4.0 infographics. Automation and user interface concept. User connecting with a tablet and exchanging data with a cyber-physical system. Vector illustration

Você já trabalhou nessas condições?

 

HR: "Temos um sistema de radar para detectar possíveis quedas de rocha, mas normalmente sabemos que isso pode levar horas, dias e até mesmo semanas para ocorrerem, dependendo da velocidade em que a rocha está se movendo. Portanto, há um período de tempo no qual podemos implantar nossos equipamentos na área.

 

No entanto, não queremos expor nossos funcionários a nenhum nível de risco. Então, há dois anos, analisamos o problema novamente e percebemos que, durante esse período, poderíamos continuar trabalhando nessas áreas usando equipamentos controlados remotamente.

 

Agora, temos uma pá hidráulica com controle remoto e estamos pensando em implementar um trator."

 

Por que a Epiroc desenvolveu a tecnologia BenchREMOTE?

 

FRANCISCO CAMPOS: "Exatamente pelo tipo de problema que Hernán mencionou. O sistema BenchREMOTE da Epiroc permite que um indivíduo opere até três unidades de perfuração a até 100 metros de distância, usando controles e monitores idênticos aos instalados na cabine e um feed ao vivo, proporcionando várias vistas. "A automação aumenta a produtividade, cuida melhor do motor e reduz o consumo de combustível, mas a vantagem mais importante é a capacidade de remover o operador da linha de fogo."

O que levou você a entrar em contato com a Epiroc?

 

HR: "Uma das principais tarefas em El Soldado é a realização do pré-corte para garantir um corte limpo durante a detonação. Mas, isso envolve trabalhar muito perto do fosso, onde o operador pode estar exposto a quedas de rocha. Tivemos alguma experiência de perfuração com controle remoto na mina Los Bronces da Anglo American e isso nos levou à Epiroc."

 

Qual foi a experiência de implementar o BenchREMOTE no Chile?

 

FC: "Quando chegamos a El Soldado, implementamos o BenchREMOTE em várias minas no Chile. Na primeira vez que fizemos isso, foi bastante complicado. Levamos um mês para colocar a carreta de perfuração em operação, mas agora temos uma equipe experiente com o conjunto certo de habilidades. Em El Soldado, fornecemos um dos nossos melhores técnicos, que fica perto da mina, para dar suporte à implementação."

 

HR: "Isso tem sido uma grande ajuda, pois conseguimos chamar a ajuda da equipe de suporte a qualquer momento. Mesmo uma vez à meia-noite, quando o nosso sistema falhou, ligamos e eles foram capazes de corrigi-lo. Agora, estendemos o contrato para que toda a nossa equipe possa ser treinada na BenchREMOTE."

 

Como os operadores se adaptaram ao novo sistema?

 

HR: "Inicialmente, começamos com apenas alguns funcionários. Todos eles queriam experimentar, pois era algo novo. Houve alguns problemas com a estrutura em que o sistema foi instalado. Agora ele está em um caminhão.

 

A velocidade de aceitação foi muito rápida, especialmente entre os trabalhadores mais jovens que cresceram jogando videogames. Para eles, foi natural." FC: "Sim, mas alguns funcionários são resistentes à mudança com novas tecnologias. Outro problema são as condições de trabalho. Quando está na carreta de perfuração, o operador é exposto à poeira, ao ruído e às vibrações, nada disso você sente quando está operando remotamente. Todo mundo aprecia isso."

Como as perfuratrizes estão funcionando agora? Que impacto elas tiveram?

 

HR: "Estamos usando as carretas de perfuração nas áreas da mina onde não queremos que nossos funcionários sejam expostos a riscos. Isso nos permitiu continuar operando em condições climáticas e geomecânicas desafiadoras.

 

Por exemplo, temos, em média, 34 dias por ano de névoa marinha rolando fora do Pacífico. Mas nosso equipamento, controlado remotamente, pode continuar operando normalmente." FC: "Outra vantagem é a produtividade, que é mais consistente com o passar do tempo.

 

Quando um operador começa seu turno, ele está cheio de entusiasmo, mas, com o passar das horas, é normal que seu desempenho diminua. Mas se os processos forem automatizados, a taxa de perfuração é constante durante todo o turno."

Qual foi sua experiência de trabalhar com a Epiroc durante esse processo?

 

HR: "A colaboração tem sido um ponto fundamental no relacionamento até agora, e certamente esperamos continuar explorando as possibilidades que este sistema oferece para melhorar a segurança em nossas operações."

BenchREMOTE Mineração e pedreiras International 2019 Divisão de Perfuração de Exploração e a Céu Aberto Relato de cliente perfuração com controle remoto

A Epiroc é um parceiro líder mundial em produtividade para as indústrias de mineração e infraestrutura. Com tecnologia de ponta, a Epiroc desenvolve e produz unidades de perfuração inovadoras, seguras e sustentáveis, equipamentos e ferramentas de construção e escavação de rochas. A empresa também fornece serviços e soluções de classe mundial para automação e interoperabilidade. A Epiroc está sediada em Estocolmo, Suécia, apresentou receitas no valor de SEK 38 bilhões em 2018, e tem mais de 14.000 funcionários apaixonados apoiando e colaborando com os clientes em mais de 150 países.

 

Saiba mais em www.epirocgroup.comPerfuração de Exploração e de Superfície é uma divisão da Epiroc. Ela desenvolve, fabrica e comercializa equipamentos de perfuração de rochas e exploração para diversas aplicações na engenharia civil e geotécnica, nas pedreiras e em minas superficiais e subterrâneas no mundo todo. O foco da Epiroc no projeto de produtos inovadores e nos sistemas de suporte de serviços agrega valor para o cliente. Os principais centros de produção estão na Suécia, Itália, Índia, Japão e China. A sede da divisão fica em Örebro, na Suécia.